Gregório Duvivier fala sobre a língua portuguesa


O que faz a língua portuguesa especial? Na entrevista acima, Gregório Duvivier, um ator e comediante brasileiro muito conhecido por sua participação no canal Porta dos Fundos, conta um pouco sobre as singularidades do português, como a palavra "capricho", de difícil tradução.

"Eu tenho muito orgulho de falar português. Eu não sei se tenho orgulho de ser brasileiro, de ser latino-americano, de ser humano, de ser nada… de ser homem, certamente não. Mas eu tenho muito orgulho de ser lusófono, muito. Porque eu acho a nossa língua muito admirável; acho ela muito diversa, muito rica e (ela) possibilita tudo o que você quiser, tanto é que -- eu acho -- na minha opinião, nós temos as pessoas que fizeram melhor uso de uma língua no mundo, de Pessoa a Chico Buarque. Tem um monte de palavras também que só existem na nossa língua e, pra mim, são muito ilustrativas da riqueza dela. A palavra 'capricho', por exemplo. Acho uma palavra linda, porque (ela) não tem como traduzir. Lembro que uma vez eu estava em Paris, tentando pedir uma Nutella e eu queria falar 'capricha na Nutella' e não tinha como. Perguntei pro meu amigo francês, ele falou 'Extra Nutella?'. Não, não é extra. Extra, você paga por um extra. Capricho é um carinho, 'seja generoso com a Nutella', né? E você não tem como falar isso em outras línguas, onde o capricho é cobrado - tem inclusive assim: '50 centavos por um extra' -- não, não é isso que eu quero. Eu quero um carinho, eu quero um capricho."

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo