Consciência e dinheiro: a importância de ter acesso a uma educação financeira de qualidade

Atualizado: 28 de abr.


O dinheiro pode ser amigo ou se tornar um inimigo. Todo mundo precisa de dinheiro para viver, mas poucas pessoas conseguem lidar com ele. Isso acontece por quê?

Uma pesquisa recente feita pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) demonstrou que o percentual de famílias brasileiras com dívidas chegou a 74,6%¹.

O fato que me surpreendeu foi que esse recorde atinge todas as famílias, independente da condição social. Então quais são as causas disso? O que deu errado?

Embora as causas possam ser várias, uma coisa acho certa: não adianta ser rico ou pobre se você não tiver uma boa e prévia educação financeira.

Falar sobre dinheiro não é nada simples e a complexidade da linguagem financeira não ajuda, e acaba sendo um quebra-cabeça. Além disso, muitas pessoas ainda acreditam que é um tabu e não conseguem discutir em casa porque pode gerar “tretas” (verdade! Levante a mão quem nunca, pelo menos uma vez na vida, ficou no meio das gritarias entre os pais).

O salário é uma conquista, certo, mas como você consegue ter uma relação saudável com o dinheiro se não tem noção nenhuma? De fato acaba se atrapalhando com os pagamentos ou, pior, tendo dívidas.

Eu lembro como se fosse ontem a primeira vez que vi o saldo positivo no banco. No começo não era muito, mas dava para iniciar a ser menos dependente dos meus pais, comprar sozinha sem pedir dinheiro, sair com amigos e tudo mais.

O verdadeiro desafio agora é como continuar a ter o saldo positivo sem ver nada de vermelho por lá. Até agora eu nunca tive dívidas. Vocês acham que foi por sorte? Ou porque tive palestras na escola? Não, nada disso. Foi porque eu sempre lembrei de uma dica dos meus pais: “Vero, coloca a mão onde o braço alcança!”. Acredito que seja a dica número um da minha lista pessoal, nada demais, mas pelo menos me ajudou muito no caminho.

Além disso, é muito importante conhecer qual é a relação que temos com o dinheiro, lembrando que nós devemos controlá-lo e não o contrário (veja aqui algumas dicas que podem ajudar https://blog.nubank.com.br/educacao-financeira/).

Em suma, todos nós podemos ter acesso a uma boa educação financeira, o primeiro passo é pôr a mão na massa e parar de empurrar com a barriga! Se liga!




______________________________________________________________

¹ https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2021-11/cnc-endividamento-das-familias-atinge-maior-patamar-em-quase-12-anos


16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo